Notícias

Mais de 400 pessoas participam do 4º Encontro de Coroinhas da diocese de Caxias do Sul

Atividade, organizada pela Pastoral dos Coroinhas e pela Pastoral Vocacional, foi realizada neste sábado, 19 de outubro

Com o tema “Batizados e Enviados”, em sintonia com o Mês Missionário Extraordinário, convocado pelo Papa Francisco, a diocese de Caxias do Sul reuniu mais de 400 pessoas no 4º Encontro Diocesano de Coroinhas. A atividade iniciou às 09h, deste sábado, 19 de outubro, no Seminário Nossa Senhora Aparecida e teve momentos de oficinas e bate-papo vocacional. O ponto alto foi a missa, presidida pelo bispo diocesano, dom José Gislon.

Em sua homilia, Gislon destacou a importância do serviço ao altar e a dedicação das crianças e jovens nas celebrações das comunidades e paróquias. Falou também sobre o papel da família nesse processo do despertar vocacional, da figura dos pais que devem acompanhar e incentivar os filhos. Por fim, revelou sua experiência de vida, também ligada ao ser coroinha o que, segundo ele, ajudou a dar sentido à sua vocação à vida religiosa e sacerdotal.

Durante as oficinas realizadas no período da manhã, os coroinhas com mais de 12 anos refletiram sobre o chamado vocacional, enquanto os mais jovens trabalharam a temática do batismo e do envio de forma lúdica. Os pais participaram de um momento sobre a santidade familiar e os coordenadores da Pastoral dos Coroinhas, por sua vez, fizeram uma roda de conversas sobre os desafios e alegrias do caminho nas paróquias da diocese.

Ao todo, participaram mais de 360 coroinhas e aproximadamente 50 pais e coordenadores paroquiais, de cidades como Caxias do Sul, Bento Gonçalves, Farroupilha, Carlos Barbosa, Paraí, Cotiporã, São Marcos e Nova Roma do Sul. No período da tarde, aconteceu uma gincana bíblica, que proporcionou integração entre crianças, adolescentes e jovens das diversas paróquias.

Conforme o coordenador da Pastoral Vocacional, padre Marciano Guerra, a atividade celebrou a missão de tantos e tantas que se dedicam, desde pequenos, ao serviço de Jesus na Eucaristia durante as missas. “Do serviço ao altar, como coroinhas e acólitos, surgiram tantas vocações e nosso desejo, com esse encontro, é cultivar esse amor da gurizada pela Igreja. Assim, um dia eles poderão também tomar suas decisões baseadas na pessoa de Cristo e, quem sabe, apareçam jovens que queiram ser padres, religiosos e religiosas”, salienta.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s